Conselho Diretivo revisita a agenda do trimestre

A primeira reunião do ano do Conselho Diretivo da ABIGRAF aconteceu em 17 de março e colocou em evidência alguns dos principais acontecimentos deste início de ano. O encontro foi na sede da ABIGRAF–SP e reuniu representantes de 12 regionais da entidade, saudados pelo presidente anfitrião, Levi Ceregato. Na coordenação da mesa, estiveram o presidente do Conselho, James Hermes dos Santos, e o presidente da Diretoria Executiva, Fabio Arruda Mortara. Confira, a seguir, alguns dos principais temas.

Projeto de mala direta dos Correios
O chefe do Departamento de Produtos de Comunicação dos Correios, Antonio Braquehais, convidou a ABIGRAF a integrar o projeto Campanha de Marketing Direto, que visa estabelecer parcerias com o setor privado para oferecer soluções completas de mala direta para micros e pequenas empresas. A intenção da estatal é conquistar 40 mil novos clientes, oferecendo realização da peça, mailing, entrega e avaliação de resultados. Nesse modelo, os custos de distribuição, independentemente do tamanho da ação, serão equiparados aos dos pacotes hoje firmados com os grandes emissores desse tipo de material. Se aderir, a ABIGRAF poderá dispor de área no site do produto para indicação de gráficas.

Índice de Confiança do Empresário Gráfico
Apurado pelo Departamento Econômico (Decon) da ABIGRAF-SP, o Índice do primeiro trimestre mostra o setor menos otimista do que no final de 2013. De janeiro a março, a média ficou em 51,2 – abaixo dos 53,5 registrados no último trimestre do ano passado. A oscilação pode refletir um fenômeno de sazonalidade frequente nos indicadores de confiança da indústria, segundo o qual o otimismo aumenta nos finais de ano e decresce no início. Na mesma pesquisa, o Decon apurou os principais problemas do setor. Foram eles: endividamento das micro e pequenas empresas, dificuldade para pagar impostos, falta de mão de obra qualificada e alta no preço dos insumos.

NR12
A norma, que versa sobre segurança, continua no alvo da indústria. A adequação dos equipamentos é um dos pontos mais críticos e, por enquanto, está com prazo adiado por tempo indeterminado. Mas os empresários devem ficar atentos e se blindar desde já. Uma primeira medida recomendável é inventariar todos os equipamentos e maquinários da gráfica, mapeando incompatibilidades com as novas exigências. Assim como outras entidades empresariais, a ABIGRAF defende que as máquinas importadas já venham adaptadas às especificações brasileiras, incluindo manual traduzido.

Ação antidumping
A Associação inscreveu-se como parte interessada na investigação de dumping na importação da chapas de alumínio offset digitais e analógicas. Os indícios de dumping referem-se às importações vindas da China, Estados Unidos, Hong Kong, Taipé Chinês e União Europeia.

Margem de preferência
O Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio (Mdic) deu parecer favorável ao estabelecimento de margem de preferência para o produto nacional nas compras públicas de livros e cadernos. A medida, porém, ainda aguarda decisões, como o índice de preferência a ser concedido.