Seminário C.S.I. Brasil acontece na ABTG

Nos dias 26 e 27 de outubro foi realizado o 3º Seminário C.S.I Brasil – Crimes e Segurança da Informação Impressa e Digital, no Auditório Max Schappe, na Associação Brasileira de Tecnologia Gráfica (ABTG).

O evento foi promovido em parceria com a Superintendência da Polícia Técnico-Científica do Estado de São Paulo, do Instituto de Criminalística, e teve patrocínio do Sindicato das Indústrias Gráficas do Estado de São Paulo (SINDIGRAF-SP) e da Fedrigoni. Seu objetivo foi explorar duas etapas relacionadas aos crimes e a segurança da informação impressa e digital: o combate à falsificação de documentos e a proteção de produtos contra a pirataria.

Cerca de 15 palestrantes apresentaram trabalhos de pesquisas, inteligência, inovação, novas tecnologias e experiências no combate ao crime, além de cases relacionados ao mundo das fraudes – em especial aqueles ligados à segurança da informação impressa e digital.

Francisco Veloso, presidente da ABTG, fez a abertura do evento, sendo seguido pelo Dr. Maurício Rodrigues Costa, diretor do Instituto de Criminalística do Estado de São Paulo. Marcos Anghinoni, da Seller Ink, palestrou sobre Rastreabilidade e autenticidade utilizando tintas de segurança.

Cristiano Luz, da Fedrigoni, falou sobre fios e foils de segurança. Logo depois, Isabel Letícia e Giselda Maria, do Instituto de Criminalística do Estado de São Paulo, comentaram sobre análise documentoscopia na era digital em cartões de crédito e identificação civil. Edson Vismona, do Fórum Nacional Contra Pirataria, comentou sobre os desafios das empresas no combate à concorrência ilegal.

Enéias Nunes, do Senai, palestrou sobre Identificação e características técnicas dos sistemas de impressão; Renato Rafael, da Avery Dennison, comentou sobre os autoadesivos para lacres e selos de segurança. Hugo Antonio Garcia Vasconcellos, da Casa da Moeda do Brasil, apontou as noções básicas dos elementos de segurança das cédulas do real. Finalizando o primeiro dia de palestras, Fernando Bebiano, da ABTG, fez o encerramento do evento.

No dia 27, Isabel Letícia, do Instituto de Criminalística do Estado de São Paulo, comentou sobre técnicas para identificação de documentos falsificados. Alex Simões, da Giesecke & Devrient, falou de transações seguras em pagamentos eletrônicos; e Fernando Bebiano, da ABTG, comentou sobre a segurança dos documentos através da Norma ABNT NBR 15.540-2013.

Ricardo Franco Coelho, do FIESP, falou de planejamento em segurança; Antônio Rebouças, especialista em logística e segurança, palestrou sobre rastreabilidade segura através da rádio frequência (RFID); Marcio Nunes, da VALID, falou de certificação digital, confiabilidade e segurança em meios eletrônicos.