SIGEP (PR) COMPLETA 78 ANOS DE ATIVIDADES

Julho, mais precisamente o dia primeiro, marca os 78 anos do Sigep (Sindicato das Indústrias Gráficas no Estado do Paraná). Perto de oito décadas de existência, a entidade simboliza a força e união de empresários gráficos em prol do desenvolvimento do setor. Hoje, ao lado da Abigraf-PR, é o porto seguro que acolhe, prepara e estimula seus associados a superarem os desafios gerais da economia brasileira e os específicos da indústria gráfica.

A entidade foi se fortalecendo com a contribuição de cada uma das 29 diretorias empossadas até hoje e isso, na visão do atual presidente, Edson Benvenho, é o que mais o setor gráfico paranaense pode se orgulhar. “Você olha a história e vê quanto empenho e dedicação cada um dos presidentes e diretores deram, levando-se em conta as condições possíveis para cada época. Não é fácil administrar uma entidade que representa um setor tão essencial para a economia brasileira, pois lidamos com uma série de desafios que extrapolam o dia a dia de nossas empresas. É preciso uma visão global, muito conhecimento e, principalmente, comprometimento para fazer a entidade ser cada vez mais importante na vida dos associados”.

O surgimento do Sigep foi oficializado em 1 de julho de 1943, mas seis anos antes já dava seus primeiros passos. Os registros em uma ata mostram que em 31 de maio de 1937 um grupo de empresários já se reunia para discutir assuntos como tabela de preços e a atração de mais empresas para o grupo. Nessa época, o nome era Sindicato dos Empregadores em Artes Gráficas e Classes Anexas do Paraná, que tinha como presidente Clotário Carvalho Cruz. Esses encontros seguiram até 1943, quando o Ministério do Estado dos Negócios do Trabalho, Indústria e Comércio aprovou, em 1 de julho, o estatuto e reconheceu o Sindicato das Indústrias Gráficas no Estado do Paraná como entidade que representava as indústrias gráficas no estado. O primeiro presidente foi Argonauta Phaetonte Alves, que ficou no cargo até 1952.

Fundador da Fiep


O Sigep já era tão ativo que foi um dos sindicatos fundadores da Fiep (Federação das Indústrias do Estado do Paraná), que nasceu em 18 de agosto de 1944 por iniciativa do delegado do Ministério do Trabalho do Paraná, Álvaro Albuquerque. O objetivo era ter uma entidade que representasse todos os sindicatos. E a força do Sigep ficou ainda mais evidente quando um dos seus membros mais ativos, Heitor Stockler de França, foi escolhido como presidente da Fiep, ficando 13 anos seguidos no cargo.

Nos anos 50, sob a presidência de Oscar Schrappe Sobrinho, da Impressora Paranaense, o Sigep se fortaleceu e ganhou reconhecimento como sindicato atuante, principalmente porque evidenciou a sua luta pelos empresários. Em 1 de outubro de 1952, por exemplo, a diretoria firmou um documento em que pedia que o governo não interviesse no setor, o que vinha acontecendo com a criação de gráficas em autarquias. O assunto incomodava também outros estados, tanto que serviu de base para a realização do I Congresso da Indústria Gráfica, em junho de 1965, em São Paulo, o que acabou dando origem à Abigraf (Associação Brasileira da Indústria Gráfica). Mais tarde, regionais da Abigraf foram surgindo por todo o Brasil, inclusive no Paraná, onde a Abigraf-PR foi criada em 4 de março de 1969. Desde então, Sigep e Abigraf-PR vêm atuando juntos nos interesses dos empresários gráficos.