Com novas categorias e em novo local, Prêmio Paranaense de Excelência Gráfica acontece no próximo dia 27 de junho

Premio

O Campus da Indústria da Fiep (Federação das Indústrias do Estado do Paraná), em Curitiba, será palco no próximo 27 de junho do 17º Prêmio Paranaense de Excelência Gráfica Oscar Schrappe Sobrinho. Trata-se da maior premiação do setor no Paraná e uma das maiores no Brasil. Criado em 2002 e com a primeira edição em 2003, o prêmio reconhece os melhores produtos gráficos produzidos no estado de maio de 2018 a maio de 2019. É realizado pelo Sigep (Sindicato das Indústrias Gráficas no Estado do Paraná) e pela Abigraf-PR (Associação Brasileira da Indústria Gráfica – Abigraf Regional Paraná), com a coordenação e auditoria da ABTG (Associação Brasileira de Tecnologia Gráfica).

Concorrem 40 empresas, que inscreveram 515 produtos em mais de 50 categorias, como Embalagem, Revista, Cartões, Calendários, Livros, Rótulos, Jornais, Impressão Digital, entre outras. Para esta edição, as novidades são as categorias Design Gráfico e Sustentabilidade Ambiental. “A inclusão destas categorias reforça o quanto a premiação está sintonizada com a realidade do mercado. A categoria Sustentabilidade Ambiental ajuda a quebrar a imagem de que a indústria gráfica é danosa ao meio ambiente. Já a categoria Design Gráfico agrega valor ao prêmio por se tratar da primeira fase da produção de uma peça gráfica, ou seja, merece ser destacada como um elo importante no processo produtivo”, disse a gerente de Operações da ABTG e coordenadora do prêmio, Aparecida Soares Stucchi.

Negócios

Depois de vários anos sendo realizado no Santa Mônica Clube de Campo, em Colombo, na região de Curitiba, o prêmio se muda para a Fiep, com a premiação dos vencedores no auditório Mário de Mari, seguida de coquetel, no foyer. A mudança atende à estratégia do Sigep/Abigraf-PR de valorizar o prêmio na casa dos industriais paranaenses.“Na Fiep, além de usufruirmos da moderna e acessível estrutura do Campus da Indústria, ainda temos a possibilidade de estreitarmos os laços com os setores industriais, aumentando o potencial de negócios para o setor gráfico. Foi muito oportuno o apoio do Sistema Fiep – SESI nesse momento de crescimento e amadurecimento do prêmio. Com certeza, as empresas vão ganhar muito com esta mudança”, disse o presidente do Sigep, Abilio de Oliveira Santana, que também é vice-presidente da Fiep. “Optamos pela Fiep por ser a casa da indústria, com uma bela infraestrutura e localização mais apropriada para os participantes. Temos certeza que esta edição será um marco para os nossos associados, patrocinadores e fornecedores do setor”, enfatizou o presidente da Abigraf-PR, Jair Leite.

A expectativa também é grande em relação à concorrência entre as empresas. Com base na exposição dos produtos inscritos, feita na sede do Sigep/Abigraf-PR, em 28 e 29 de maio, a disputa pelos troféus vai ser acirrada. “Já é tradição termos a cada edição aumento no nível de qualidade dos produtos. Este ano não será diferente. É uma prova de que as empresas estão de olho nas inovações e na busca por diferenciação”, disse Abilio Santana. “A qualidade está alta. Aliás, todos os anos vemos o prêmio se destacar pelo alto nível dos concorrentes, com produtos que mostram o quão desenvolvida é a indústria gráfica paranaense”, complementou Jair Leite.

Depoimentos

Os participantes do Prêmio Paranaense de Excelência Gráfica também estão com a expectativa elevada para esta edição. Veja os depoimentos:

“A Lisegraff tem sempre a expectativa de ser premiada em algumas das categorias, o que nos deixa mais determinados no mercado. Priorizamos a qualidade, o atendimento, a tecnologia de processos e a solução para o cliente. Essa é nossa filosofia de trabalho. Com isso, nos últimos anos fomos agraciados com diversos prêmios, o que certifica nosso trabalho e indica que seguimos no caminho certo para um futuro promissor. A escolha da Fiep como novo local é maravilhosa. Além disso, o foco voltado mais para a premiação mostra às empresas que estão de fora dessa edição que vale a pena participar e assim melhorar sua competitividade no mercado”.

Cesar Lise, diretor da Lisegraff

“Nossa expectativa é sempre positiva e esperamos estar entre as gráficas do Paraná mais premiadas novamente este ano. Visitamos a exposição dos produtos que estão concorrendo e percebemos uma mudança de comportamento no mercado de impressão. Há uma migração grande para impressão digital e em variados substratos que são de baixas tiragens e peças diferenciados. Isto dificulta a competitividade das impressões offset e flexográfica e facilita os de impressão digital. Entendemos a mudança, mas também precisamos atualizar o regulamento junto à ABTG para continuarmos a investir em nosso prêmio de excelência gráfica paranaense, mantendo a competitividade e credibilidade. Quanto ao novo local, esperamos que a cerimônia de premiação continue com o sucesso que sempre teve”.

Vicente Linares, diretor e sócio do Grupo Corgraf


“A Fiep, que vai sediar a premiação, é a casa da indústria, segmento ao qual pertencemos. Por isso, vamos aproveitar toda a estrutura a nossa disposição. Esperamos uma festa bonita, grande e compatível com o nível que a premiação paranaense alcançou ao longo de sua história. Sem dúvida teremos a continuidade de produtos com excelente qualidade e com inovação, pois o empresário gráfico está cada vez mais antenado para criar soluções que atendam as necessidades do mercado”.

Sidney Paciornik, diretor da Copygraf

“A expectativa é positiva. Os materiais gráficos que concorrem são bons, de empresas de qualidade, que têm por objetivo entregar um bom produto para o cliente final. O prêmio incentiva os empresários a melhorarem os produtos e a montarem um banco de ideias. O novo local de realização, a Fiep, identifica-se diretamente com a questão da indústria. A gráfica não é totalmente industrial, mas faz parte desse setor”.

Luciano Jaruga Novaki, gerente da Copy City

“Nossa expectativa para o 17º Prêmio Paranaense de Excelência Gráfica Oscar Schrappe Sobrinho é muito grande, ainda mais por termos sido a gráfica mais premiada na 16ª edição. Sabíamos que o nível neste ano estaria bem elevado, porém esperamos manter uma boa média de troféus. Com este objetivo, investimos em equipamentos maiores e melhores, além de mudarmos para uma nova sede com 5500 m². Ampliamos nossa estrutura e capacidade produtiva com a qualidade e comprometimento de sempre”.

Roger Padilha, marketing e comercial da Malires

“Para esta edição inscrevemos alguns produtos e temos a expectativa de conseguirmos alcançar prêmios. Pelo que acompanhamos da exposição no Sigep/Abigraf-PR, a disputa neste ano tende a ser bem mais acirrada, com muito mais produtos e de qualidade ainda maior. A mudança de local é válida. Acreditamos que o foco deve ser principalmente na premiação, conforme sugere esse novo propósito. Esse deve ser o objetivo principal, a valorização dos produtos”.

Luiz Gonzaga Dionysio, diretor da Tecnicópias

“Ano a ano tem evoluído muito a qualidade técnica dos materiais. Nesta edição contamos com as duas novas categorias: Design Gráfico e Sustentabilidade Ambiental. Essa evolução e essas novidades incentivam a melhorar a qualidade dos nossos produtos. Quando somos premiados ou mesmo quando ficamos entre os finalistas, isso massageia nosso ego e nos prepara para melhorarmos pensando no futuro, avançando em criatividade. O novo local permite realizar o evento de modo mais formal, com olhares diferentes sobre a mesma dinâmica”.

Alexandre Domingues, diretor da Radial

“A expectativa é muito boa, levando em conta que temos ótimos produtos concorrendo. Esse ano tem muita produtos diferenciados e estaremos bem representados em oito categorias. A premiação exige excelência e nos incentiva a procurar elaborar produtos impecáveis. Além disso, o evento permite a troca de experiência entre os empresários do setor. A mudança de local é muito positiva. Aguardamos uma boa organização do evento”.

Luciano Szurmiak, diretor da Belton

“A Delta Rótulos e Etiquetas acredita na importância do Prêmio Oscar Schrappe Sobrinho para divulgação de nossas empresas gráficas e para o fortalecimento do setor. O evento estimula uma competição sadia que faz todos nós melhorarmos continuamente nossos processos. Sem dúvida, houve uma expressiva melhoria de qualidade nos trabalhos de todos desde o primeiro evento até hoje. Tivemos erros e acertos durante o período; a festa cresceu, se transformou num grande evento, porém, perdeu um pouco do foco – que é realmente a premiação e valorização do empresário gráfico. Acredito que, em função da nova realidade do país, em especial dos sindicatos agora com verbas reduzidas, a decisão de tornar o evento mais solene terá um grande impacto positivo. A Fiep – casa da indústria -, é o local perfeito para o nosso prêmio. Um pouco menos de festa e um foco maior na premiação e protocolo. Parabéns para diretoria pelas decisões acertadas e redirecionamento do evento”.

Marcos Dybas da Natividade, diretor da Delta Rótulos e Etiquetas

“As empresas do Paraná vêem o prêmio como forma de buscar a melhoria constante da qualidade e participam com produtos em todas as categorias. Neste ano, o Sigep/Abigraf-PR inovaram programando uma exposição logo após as analises da coordenação para que todos pudessem enviar as suas contestações. A expectativa é grande em torno de ainda mais qualidade nesta edição. O Paraná sempre faz bonito, com criatividade, qualidade e inovação. As gráficas surpreendem. Não é por acaso que, depois de São Paulo, é sempre o estado mais premiado no Prêmio Brasileiro de Excelência Gráfica Fernando Pini”.

Aparecida Soares Stucchi, gerente de Operações da ABTG

Serviço

Prêmio Paranaense de Excelência Gráfica Oscar Schrappe Sobrinho.
27 de junho, Campus da Fiep (Avenida Comendador Franco, 1341 – Jardim Botânico – Curitiba)
A partir das 19h.

Fonte: RTPRESS Comunicação

Notícias Semelhantes