COPAGREM E GRUPO DE LÍDERES: ÚLTIMA REUNIÃO DE TRABALHO DE 2020

O cenário econômico e as perspectivas para o ano que vem, o ambiente político em Brasília e a importância do papel foram os assuntos da última reunião do ano do COPAGREM (Comitê da Cadeia Produtiva do Papel, Gráfica e Embalagem). Com mediação do presidente da ABIGRAF e do comitê, Levi Ceragato, a reunião contou com a participação dos integrantes do COPAGREM e do Grupo de Líderes da ABIGRAF, além de 4 palestras.

A primeira, Cenário Econômico: Retrospectiva 2020 e Perspectiva 2021, foi ministrada pelo assessor de assuntos estratégicos da FIESP, André Rebelo. Ele apresentou os números da economia em 2021, as perspectivas otimistas e a necessidade urgente das reformas fiscal e administrativa serem feitas no ano que vem. Os dados apresentados por Rebelo estão disponíveis no canal da FIESP no YouTube, na apresentação Cenário Econômico Nacional e Internacional.

"Conexão Brasília - Cenário para Reformas" foi a segunda apresentação do dia, a cargo do deputado federal Arnaldo Jardim (Cidadania SP), que vai assumir a presidência da Frente Parlamentar da Indústria Gráfica a partir do ano que vem. O deputado também está otimista quanto a realização das reformas. “temos sem dúvida uma grande maioria reformista no Congresso” ele disse, ressaltando que mesmo com as contradições do governo, o cenário é favorável às mudanças que o Brasil tanto precisa. Jardim salientou também que, mesmo com o clima eleitoral que deve tomar conta do Congresso, as reformas serão a pauta principal em 2021. Ele ressaltou também a importância do Congresso em 2020, aprovando a novo marco legal do Saneamento e a nova Lei de Recuperação Judicial, fundamentais para criar um bom ambiente de investimentos no país.

Carlos Eduardo Mariotti, responsável pela política industrial da IBÁ (Indústria Brasileira de Árvores), falou da campanha #soumaispapel , que teve apoio e participação intensa da ABIGRAF, e da importância e a sinergia da cadeia produtiva do papel. Ao mostrar os números da campanha, a equipe da Ibá expôs que o engajamento nas redes sociais ajudou a conscientizar a sociedade sobre os benefícios do papel, que é reciclável, biodegradável e tem origem renovável.

A última palestra do dia foi de Luiz Felipe Pateo, CEO do Empreendedores Compulsivos, empreendedor, mentor, professor, colunista da BandNews FM e palestrante. Logo no início da palestra, Pateo deixou claro que para empreender é preciso educação, no sentido de se preparar e conhecer o mercado e suas variáveis antes de se aventurar em um novo negócio. Ele também comentou que os líderes e gestores que, nos últimos anos, têm mostrado dificuldades em se adaptar às mudanças de comportamento da nova geração e que durante a pandemia literalmente mudaram o comportamento, obtiveram resultados expressivos com seus times. Segundo Pateo, a grande crise não é apenas econômica, é de significado. Qual é o valor que meu negócio pode gerar para meu cliente? Essa é a pergunta que todos os empresários devem fazer sempre. Outra reflexão importante trazida pelo palestrante foi feita pelo empresário Mark Zuckerberg, fundador do Facebook. “O maior risco é não correr nenhum risco. Em um mundo que está mudando rapidamente, a única estratégia que certamente vai falhar é não correr riscos.” No site www.empreendedorescompulsivos.com.br é possível ter acesso aos mais diversos conteúdos sobre a mentalidade e a educação empreendedora.

No encerramento do evento, Levi Ceregato ressaltou o clima de otimismo com a recuperação econômica em 2021, mesmo porque, segundo ele, não seria possível termos um ano pior do que 2020. “O empresário sempre acredita no melhor, pois coloca o seu capital para arder em benefício da produção e do crescimento do seu negócio”, afirmou.

As reuniões do COPAGREM e do Grupo de Líderes serão retomadas em janeiro, também de forma virtual e pela plataforma Zoom.