Unigráfica, do interior de São Paulo, registra aumento de produtividade de 100% no corte, graças à Guilhotina Polar N 115 PLUS, da Heidelberg

Fundada em 1981 pelo empreendedor Juarez Nunes da Silva, a Unigráfica, de Limeira, interior de São Paulo, destaca-se por sua ética e profissionalismo. Com um parque gráfico com 1500m² de área construída, profissionais competentes e equipamentos de alta tecnologia, a empresa vem conquistando a confiança de clientes de diversos segmentos em todo território nacional.

Caio Nunes da Silva, filho de Juarez e atual diretor de produção da Unigráfica, conta que seu pai vendia calendários na rua até que, em 1981, investiu numa pequena impressora e, com muito trabalho e dedicação, viu seu empreendimento crescer. Cinco anos depois, em 1986, Juarez comprou sua primeira off-set. ‘’Até hoje meu pai participa ativamente da administração da gráfica, principalmente no atendimento aos clientes”. 

Com 20 funcionários, que produzem trabalhos como folders, catálogos, folhetos, pastas, revistas, agendas e todo tipo de trabalho de uma gráfica comercial, a Unigráfica investiu recentemente numa Guilhotina Polar N 115 PLUS, da Heidelberg. Instalada há três meses, Caio diz que ela elevou a produtividade do corte em 100% e afirma: “a nova guilhotina trouxe muitas vantagens. O equipamento, comparado ao que tínhamos antes, dobrou a produtividade, no mínimo. Somos uma gráfica comercial e trabalhamos muito com pequenas tiragens.”

Com o software Compucut, os programas de corte são gerados na pré-impressão e o fluxo de trabalho é todo automatizado. “Trabalhos que antes precisavam de 15 minutos para fazer a programação de corte, atualmente saem da impressora e são cortados na guilhotina, não existe desperdício de tempo com o acerto. Nesses três meses, ela já mostrou a que veio”, comemora Caio.

Fonte: ED Dornelles Comunicação

Notícias Semelhantes