Indústria gráfica paulista na expectativa com o resultado da disputa presidencial

24 de outubro –

“A vitória de Dilma ou de Aécio mostrará uma forte divisão geográfica e social na votação. A eleição de Dilma talvez provoque um clima menos favorável para a recuperação da economia, enquanto a de Aécio mostrará que mazelas e escândalos seguidos causaram forte dano à imagem do atual governo”, comenta o presidente do Sindicato das Indústrias Gráficas no Estado de São Paulo (Sindigraf-SP), Fabio Arruda Mortara. O estado de São Paulo responde por 51% da produção gráfica nacional, correspondentes a um faturamento de R$ 22 bilhões em 2013. São mais de 5,8 mil empresas, geradoras de 95 mil empregos.

Notícias Semelhantes

Congresso Internacional de Celulose e Papel discutirá os novos caminhos da indústria