27 de maio de 2021

ABIGRAF-PR: 52 anos apoiando o empresário gráfico

(Via ABIGRAF PR)

Oficialmente não teve festa e provavelmente boa parte dos empresários gráficos nem se deu conta do que havia para comemorar no último 4 de março de 2021. Afinal, em tempos de pandemia, conseguir administrar o negócio já é mais do que motivo para comemoração. Mas é preciso registrar que 4 de março foi o aniversário de 52 anos da Abigraf-PR (Associação Brasileira da Indústria Gráfica – Abigraf Regional Paraná). Enfatizamos a data porque a Abigraf-PR, assim como o Sigep e tantas outras entidades do setor, têm papel preponderante na força que o empresário gráfico ainda encontra diariamente para superar todas as adversidades.

Mais do que comemorar os 52 anos de existência da Abigraf-PR, a lembrança do aniversário também é importante para clarear na mente do associado que ele não está sozinho, que pode contar com o apoio organizado e focado no que ele precisa para continuar caminhando nestes tempos difíceis. “Às vezes, em momentos de tristeza global, dificuldades econômicas e ansiedade por conta desta pandemia, o que precisamos é de alguém para nos dizer que estamos juntos. Isso tem um poder revigorante. É isso que o Sigep/Abigraf-PR fazem e é isso que queremos muito que o nosso associado perceba. Estamos aqui, diariamente, para dar suporte e para jogar luz aos momentos de escuridão que invadem os pensamentos de todos em tempos difíceis como agora”, diz o presidente do Sigep/Abigraf-PR, Edson Benvenho.

Benvenho lembra que o atendimento via grupo de WhatsaApp, e-mail e telefone aumentou muito aos associados durante a pandemia. Isso, por conta da força-tarefa criada para dirimir dúvidas, trazer sugestões e atualizar constantemente o empresário gráfico sobre medidas, leis, decretos e os movimentos econômicos que possam impactar o setor. “Sempre foi papel das entidades prestar este apoio, mas neste momento estamos ainda mais concentrados em dar ao associado um arsenal de informações filtradas no que realmente é de interesse para a gestão diária da empresa. Neste trabalho, contamos com o apoio e a parceria da Abigraf Nacional e de outras regionais, principalmente aqui do Sul, além do Sistema Fiep”.

Desenvolvimento da indústria gráfica

E não é para menos que a entidade aja reativa e proativamente para apoiar o empresário. Tem sido assim desde que, em 4 de março de 1969, foi oficializada a instalação da Abigraf-PR, com autorização expressa assinada pela diretoria da Abigraf Nacional. Em 12 de junho do mesmo ano, era eleita a primeira diretoria, com Oscar Schrappe Sobrinho como o primeiro presidente da Abigraf-PR. A partir daí, a entidade vem se notabilizando por criar medidas que contribuam diretamente para o desenvolvimento da indústria gráfica paranaense, além de agir prontamente nas demandas técnicas, jurídicas, políticas e econômicas que surgem praticamente todos os dias.

As décadas mostraram que houve grandes demandas, como as relatadas no livro Memórias e Histórias da Indústria Gráfica do Paraná, lançado em 2007 pelo Sigep/Abigraf-PR, em um trabalho realizado pelos profissionais Joaquin Fernandez Presas e Guadalupe Fernandez Presas. Desde a criação da regional, sempre houve um tema que incomodava os empresários e que precisava de solução, como a concorrência desleal que o setor tinha com as gráficas estatais, filantrópicas, entre outras. O problema estava nas isenções de tributos que essas gráficas recebiam, o que lhes dava enorme vantagem competitiva frente às gráficas privadas. “É só olhar para a história para perceber como constantemente tivemos que nos unir, nos fortalecer para brigarmos pelo bem comum do setor. O que dá orgulho em relação ao setor gráfico, é que essa união nunca ficou apenas na intenção, havendo muita ação das diretorias do Sigep/Abigraf-PR, desde a sua criação”, diz Benvenho.

Encontro dos gráficos

A solução para o problema específico da concorrência desleal e a definição de outras medidas que precisavam ser alinhadas entre os empresários incentivaram a Abigraf-PR a realizar o I Encontro dos Industriais Gráficos do Paraná, que aconteceu em Curitiba, de 19 a 22 de maio de 1971, na sede da Federação das Indústrias do Estado do Paraná (Fiep). O evento foi realizado com apoio da Abigraf Nacional e reuniu mais de 200 pessoas de vários estados. As discussões a respeito da estatização, iniciadas no evento, ganharam força e vieram a ser atendidas em 1982, no governo do presidente João Figueiredo. Por meio de decreto, ele proibiu a criação de unidades gráficas na administração direta e indireta, assim como em fundações do governo federal ou mantidas pelo governo federal.

Os desafios iam surgindo aos montes e precisavam ser resolvidos para fomentar o crescimento das gráficas. Com a necessidade de modernizar os parques fabris, começou a faltar mão de obra qualificada, o que levou a Abigraf-PR e o Sigep a discutirem com o Senai-PR a criação de uma escola gráfica para formação de profissionais capacitados a operarem os novos equipamentos. Aos poucos a escola foi sendo montada e hoje funciona em Curitiba, na unidade Senai-Portão, com cursos de capacitação e aprimoramento em diversas áreas, da pré-impressão ao acabamento.

Ao longo dos anos, a cinquentona Abigraf-PR também se preocupou – e muito -, com o aprimoramento da gestão do negócio gráfico. Desta forma, incentiva gerentes, diretores e donos das gráficas a participarem de palestras, workshops, treinamentos, congressos e outras atividades que trazem conteúdos úteis para a gestão diária da empresa. Alguns desses eventos foram realizados em âmbito nacional, como as várias edições do Congresso Brasileiro da Indústria Gráfica, que, inclusive, foi realizado três vezes no Paraná, em 1987 (Foz do Iguaçu), em 1999 (Curitiba) e em 2011 (Foz do Iguaçu). No evento de 1999, em Curitiba, aconteceu simultaneamente o II Congresso Interamericano de La Indústria Gráfica del Cono Sur (Grafsur).

O repasse de conhecimento aos associados ao longo da história também vem sendo feito na própria sede do Sigep/Abigraf-PR, com encontros com fornecedores, parceiros e referências nos mais diversos assuntos. A sede das entidades foi palco de várias edições do InformAÇÃO – Fórum Paranaense de Tendências para a Indústria Gráfica, sempre trazendo temas técnicos, de gestão e de motivação. “É uma pena que nem todo empresário se conscientize disso, mas estar dentro da entidade, participando de tudo o que ela oferece, traz um enriquecimento enorme para a visão global do negócio. Ajuda o gestor a enxergar o que está errado e quais seriam as melhores soluções”, explica o presidente Edson Benvenho.

E se muitos associados não podem ou preferem não participar dos encontros, o Sigep/Abigraf-PR ampliaram o alcance de suas ações com um canal de comunicação impresso, inicialmente chamado de Opinião Gráfica, que surgiu em dezembro de 1986 na forma de um boletim. Depois, em 1990, transformou-se no informativo Pré.Impressão, que em 2005 ganhou o formato de revista, como é até hoje.

Foi da percepção de que era necessário fomentar a boa gestão que surgiu – pelas mãos do ex-presidente José Toaldo Filho -, o Prêmio Paranaense de Excelência Gráfica Oscar Schrappe Sobrinho, que nasceu em 2002 e teve a primeira edição em 2003. Interrompida em 2020 em função da pandemia, a premiação se tornou uma grande impulsionadora da melhoria na qualidade e criatividade dos produtos que saem das gráficas diariamente para o mercado. Tanto é verdade que hoje o Prêmio Oscar Schrappe Sobrinho é um dos mais importantes prêmios de excelência gráfica do Brasil, tendo sido modelo para criação de premiações de várias Abigraf’s regionais.

União e confraternização

Uma das características que a direção da Abigraf-PR e do Sigep imprimiu ao Prêmio Oscar Schrappe é o de se transformar em um grande momento de confraternização para as gráficas associadas ou não, mídia, agências de design e criação, líderes empresariais, fornecedores/patrocinadores, clientes e trabalhadores do setor. A conversa descontraída em meio a um cenário de celebração ajuda a fortalecer os laços de amizades e, por que não, de negócios e parcerias também. “Claro que tem a competitividade, pois todos querem ver os seus produtos premiados, mas o clima de confraternização e descontração também favorece trocas de ideias, que levam a negócios e estreitamento de parcerias. Todos saem ganhando”, afirma Edson Benvenho.

Também, por isso, nos 52 anos da Abigraf-PR as diretorias fizeram questão de organizar eventos de confraternização. Nas décadas de 70 e 80, por exemplo, o destaque eram as festas da “Família Gráfica”. Outro ponto de encontro dos associados sempre foram as confraternizações de fim de ano, além de celebrações do Dia Internacional das Mulheres.

Ao chegar aos 52 anos, a Abigraf-PR se depara com um dos momentos mais difíceis de sua história, procurando se adaptar o mais rápido possível aos novos tempos e, desta forma, continuar sendo o porto seguro dos associados. “O desafio é enorme, mas é nas grandes tempestades que se faz um grande marinheiro. Passamos um ano nesse mar revolto que está sendo esta pandemia e podemos dizer que aguentamos bem até agora. A cada dia nos fortalecemos mais, porque é assim que tem que ser. Ficar lamentando não vai resolver. A calmaria só vai chegar se estivemos ativos e focados em buscar os dias melhores, pois eles vão chegar”, ressalta Benvenho.

Depoimentos

Prezado Presidente, Edson Benvenho.
Em nome da indústria gráfica brasileira, lhe parabenizamos, juntamente com toda sua diretoria e equipe, pelos 52 anos da Abigraf Regional Paraná. Cinco décadas são um marco histórico na vida de uma entidade e refletem uma trajetória árdua, louvável e digna de reconhecimento. Nesta data memorável, há muitos motivos para comemorar, pois esta Regional, forte, participativa e formadora de opiniões, tem sido referencial de êxito, seriedade, profissionalismo e competência, brindando cotidianamente não apenas seus associados, mas também todos segmentos da indústria gráfica que representa.
Temos a honra de celebrar juntamente com vocês estes 52 anos, e aproveitamos este momento tão especial, para ressaltar a satisfação em ter a Abigraf Regional Paraná como nossa associada e parceira.
Desejamos que o sucesso se renove por muitas outras décadas!

Cordialmente,

Levi Ceregato, presidente da Diretoria Executiva da ABIGRAF Nacional

Parabéns Abigraf-PR, Roque Noschang – presidente da Abigraf-RS e Sindigraf-RS.
Parabéns Abigraf-PR! Lindo exemplo de dedicação e trabalho.

Carlos Augusto Di Giorgio Sobrinho – presidente da ABIGRAF – RJ e presidente da Diretoria Executiva da ABIGRAF Nacional no período de 01 a 31 de março de 2021.

Parabéns a todo staff que nos representa e a todos que fizeram e fazem parte desta entidade de classe que muito nos orgulha pelo empenho de melhora em nosso setor!

Cesar Lise – diretor da Lisegraff.

Parabéns à Abigraf-PR. Sucesso sempre!

Angelo Gabarski – ex-presidente da Abigraf-RS.

Parabéns à Abigraf-PR, rumo ao centenário!!!

Fabio Mortara – presidente da Two Sides Brasil.

Parabéns à Abigraf-PR.

Tullio Samorini – diretor da Abigraf-ES.

Parabéns à Abigraf-PR e a todos os envolvidos na liderança desta importante regional.

Julião Flaves Gaúna – presidente do Conselho Diretivo da Abigraf Nacional.

Parabéns à Abigraf do Paraná.

Josair Bastos – presidente da Abigraf-BA.

Grande abraço aos amigos da Abigraf-PR.

Ricardo Carrijo – gerente da Tilibra.

Parabéns à diretoria, colaboradores e associadas na Abigraf Paraná pelos seus 52 anos de atuação junto à indústria gráfica paranaense.

Luiz Carlos Pinheiro – executivo Abigraf-RS e Sindigraf-RS.

Parabéns a essa diretoria vigorosa, que tenham sempre um resultado exitoso e de sucesso! Abraço fraterno.

Floriano Alves – diretor da Abigraf Nacional.

Parabéns à diretoria e a todo pessoal do Paraná.

Sidney Anversa, presidente da ABIGRAF – SP.

Noticias Relacionadas

27 de maio de 2022

Saiba mais sobre o Flexo & Labels no podcast Ondas Impressas

Em mais um episódio da Série Parcerias, no sétimo programa da terceira temporada do podcast Ondas Impressas, a jornalista Tânia Galluzzi e o consultor Hamilton Costa discutem as demandas do segmento de rótulos e etiquetas à luz da Flexo & Labels 2022, feira totalmente focada nesse setor.

Leia mais
27 de maio de 2022

Suspensão da liminar sobre IPI na Zona Franca de Manaus

Por ocasião do julgamento da Medida Cautelar na Ação Direta de Inconstitucionalidade nº 7.153 (ADI-MC nº 7.153)  o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes concedeu medida cautelar (clique aqui) que suspende os efeitos dos Decretos que reduziam as alíquotas de IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados).

Leia mais
27 de maio de 2022

Redução de 10% das alíquotas do imposto de importação

Foi publicada a Resolução GECEX nº 353 / 2022, que em seu anexo único altera a Resolução GECEX nº 272 / 2021, concedendo a redução temporária das alíquotas do Imposto de Importação até 31/12/2023.  O governo federal decidiu reduzir em mais 10% as alíquotas do Imposto de Importação sobre 6.195 códigos tarifários da Nomenclatura Comum do Mercosul (NCM).

Leia mais