19 de fevereiro de 2021

Embalagens e o meio ambiente: empresas inovam durante pandemia de Covid-19

Inovação foi um dos temas mais buscados pelas empresas no intuito de diminuir os impactos causados pela Covid-19. Muitas delas foram afetadas e inovar virou sinônimo de sobrevivência.

Através de uma sinergia com outra empresa do mesmo grupo, a Forest Paper criou o papel GreenKraft. Este produto é proveniente da reciclagem de embalagens cartonadas. Para quem não conhece, as embalagens cartonadas são formadas por multicamadas de papel cartão, folha de alumínio e plástico (polietileno). São aquelas caixas de leite ou de suco também conhecidas como longa vida.

A outra empresa do grupo, a Revita, é especializada na reciclagem destas embalagens. Posicionada como uma empresa de soluções ambientais, a Revita é uma recicladora empenhada na melhoria da sua tecnologia em apoio ao meio ambiente.

O papel normalmente é feito a partir da madeira de uma árvore chamada eucalipto. Todas as árvores possuem em suas células uma substância chamada de celulose e é a partir dela que o papel é fabricado. O eucalipto é cortado e levado para a indústria, onde sua madeira será cortada, descascada e picada. Mas então, como é feito este papel kraft?

A Revita recicla estas embalagens cartonadas e obtém deste processo a celulose nomeada Revitacel. Desta celulose a Forest Paper produz o GreenKraft. O GreenKraft foi desenvolvido nos princípios do Design Circular e faz parte da chamada Economia Circular.

O diferencial da Economia Circular é que ela faz com que algo que seria considerado lixo, seja reaproveitado em um modelo circular. Ao invés de extrair, produzir e descartar (economia linear), nós produzimos, utilizamos e reciclamos.

Este produto criado pela Forest também foi pensado na ação e prática dos 3 Rs da Sustentabilidade (Reduzir, Reutilizar e Reciclar) e sua aplicação é diversa. No site da empresa, https://www.forestpaper.com.br/greenkraft/, encontram-se os exemplos do que pode ser feito com o GreenKraft.

Sacos e sacolas fazem parte destes exemplos. Outras empresas utilizam o papel kraft para produzir estes mesmos sacos e sacolas. Por que não utilizar um kraft sustentável nesta produção? A Revita criou cadernos e calendários feitos totalmente com o GreenKraft, outro exemplo da sua aplicabilidade.

Para o mercado de delivery, por exemplo, este produto se encaixaria perfeitamente. Este segmento teve um grande crescimento em 2020. Antes o que era tido como opção se tornou uma necessidade.

Segundo o site Statista, portal on-line de estatísticas, os consumidores fizeram com que os aplicativos de delivery dessem um salto. Em 6 de março de 2020 o download de apps de delivery, incluindo os de comida, cresceu mais de 120% se comparado à mesma data em 2019 no país. Em 2017, 47% dos usuários de smartphone afirmaram usar aplicativos para pedir comida. Esse número aumentou para 72% em 2020.

A combinação do delivery com uma embalagem sustentável faz todo o sentindo. Este é apenas um exemplo de como a inovação combinada com o meio ambiente é necessária para os anos que estão por vir.

Para mais informações sobre este produto e as empresas:

www.forestpaper.com.br
revita.ind.br

+55 (11) 3849-5300 ou WhatsApp: +55 (11) 99968-3766

Noticias Relacionadas

13 de maio de 2022

Abigraf-RJ marcou presença na Expoprint 2022

Empresários e profissionais do setor gráfico do Rio de Janeiro e representantes da Firjan SENAI visitaram à ExpoPrint & ConverExpo Latin America 2022, realizada de 5 a 9 de abril, no Expo Center Norte, em São Paulo.

Leia mais
13 de maio de 2022

Não perca tempo!!! Participe da 23ª edição do Anuário Brasileiro da Indústria Gráfica

O prazo para participar do 23º Anuário da Indústria Gráfica está se encerrando, basta preencher o formulário e  divulgar o perfil da sua empresa.

Leia mais
13 de maio de 2022

Confira o 5º episódio do Podcast Ondas Impressas – Impressão digital movimenta mercado da decoração

No quinto episódio da terceira temporada do podcast Ondas Impressas, a  jornalista Tânia Galluzzi e o consultor Hamilton Costa conversaram com Jonathan Tebaldi, empresário de 37 anos que em 2017 fundou a Criativando Wallpapers.

Leia mais