03 de agosto de 2015

Indústria Gráfica dialoga com governo paulista sobre Cartão Material Escolar

No último dia 27, representantes da ABIGRAF Nacional participaram de audiência com o governador Geraldo Alckmin e, dia 29, se reuniram com o subsecretário de Tecnologia do Estado de São Paulo, Júlio Semeghini. Nos encontros, reiteraram a importância do Cartão Material Escolar, alternativa às licitações dos governos estaduais e prefeituras, que permite aos alunos comprarem diretamente os produtos, com livre escolha, nas livrarias de suas cidades. O modelo já foi adotado com sucesso em vários locais, como na rede de ensino do Distrito Federal.

Participaram das duas reuniões, Ricardo Carrijo, presidente da Seccional de Bauru da ABIGRAF; o deputado Fernando Capez, presidente da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo; a advogada Nilsea Borelli, gerente jurídica da ABIGRAF; Antônio Martins Nogueira, presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Material de Escritório e Papelaria de São Paulo e Região (SIMPA); e Geovane Guerra, Diretor da Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo (FACESP).

Noticias Relacionadas

27 de outubro de 2022

“O livro que nos une” – o encontro reúne editores, livreiros, distribuidores e gráficos conta com apoio do Sindigraf-sp e Abigraf-SP

O encontro realizado pela Câmara Brasileira do Livro (CBL),  começou ontem (26), e reúne os mais importantes editores, livreiros, distribuidores e gráficos do país. A Abigraf-SP e o Sindigraf-SP são patrocinadores do evento.

Leia mais
27 de outubro de 2022

Analista do mercado reduzem estimativa de inflação em 2022

Os economistas do mercado financeiro reduziram de 5,71% para 5,62% a estimativa de inflação para este ano. Esta foi a 16ª queda seguida da estimativa para a inflação de 2022.

Leia mais
27 de outubro de 2022

Simples Nacional notifica empresas

Desde o dia 13 de setembro, o Comitê-Gestor do Simples Nacional encaminhou para as microempresas e empresas de pequeno porte notificações com relatório de pendências dos contribuintes junto à Receita Federal e à Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (débitos inscritos em dívida ativa) e com o Termo de Exclusão do Simples Nacional em caso de não regularização.

Leia mais