30 de junho de 2016

Prêmio Fernando Pini muda categorias e segmentos

O Prêmio Fernando Pini apresenta como novidade esse ano a união e alterações no regulamento de algumas categorias, além de mudanças de nomes de segmentos. As inscrições começam dia 01 de agosto e terminam em 16 de setembro.

Para atender a constante evolução do mercado o Segmento 12 – Sinalização – foi desmembrado em duas categorias: 12.1 Impressão Digital em Grandes Formatos e 12.2 Impressão Digital em Pequenos e Médios Formatos.

Foi criado ainda o Segmento 13 – Produtos de Baixas Tiragens – contemplando impressos de até 100 unidades, produzidas em sistemas digitais ou híbridos, com as seguintes categorias:

Categoria 13.1 – Embalagens: Produtos destinados ao acondicionamento de qualquer produto, podendo ser usado qualquer substrato de impressão, com ou sem recursos especiais.
Categoria 13.2 – Revistas: Publicações periódicas, identificados tecnicamente como revistas, de qualquer natureza com ou sem recursos especiais.
Categoria 13.3 – Livros: Publicações não periódicas de qualquer caráter, identificados tecnicamente como livros , com ou sem recursos especiais.

Noticias Relacionadas

27 de outubro de 2022

“O livro que nos une” – o encontro reúne editores, livreiros, distribuidores e gráficos conta com apoio do Sindigraf-sp e Abigraf-SP

O encontro realizado pela Câmara Brasileira do Livro (CBL),  começou ontem (26), e reúne os mais importantes editores, livreiros, distribuidores e gráficos do país. A Abigraf-SP e o Sindigraf-SP são patrocinadores do evento.

Leia mais
27 de outubro de 2022

Analista do mercado reduzem estimativa de inflação em 2022

Os economistas do mercado financeiro reduziram de 5,71% para 5,62% a estimativa de inflação para este ano. Esta foi a 16ª queda seguida da estimativa para a inflação de 2022.

Leia mais
27 de outubro de 2022

Simples Nacional notifica empresas

Desde o dia 13 de setembro, o Comitê-Gestor do Simples Nacional encaminhou para as microempresas e empresas de pequeno porte notificações com relatório de pendências dos contribuintes junto à Receita Federal e à Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (débitos inscritos em dívida ativa) e com o Termo de Exclusão do Simples Nacional em caso de não regularização.

Leia mais