29 de janeiro de 2016

Realizações e crise: os assuntos de almoço de final de ano

O tradicional almoço de final de ano da indústria gráfica paulista, promovido conjuntamente pela ABIGRAF-SP e pelo SINDIGRAF-SP, aconteceu no dia 10 de dezembro, na sede da Fiesp, em São Paulo. Presentes, cerca de 150 empresários do setor e expoentes da indústria, como o presidente da Fiesp, Paulo Skaf.

Primeiro a se pronunciar, Skaf foi bastante aplaudido quando anunciou que, em uma ação inédita, a Federação e os sindicatos associados haviam decidido por unanimidade apoiar a abertura do processo de impeachment. Após enumerar problemas, como o déficit fiscal, a queda do PIB, o encolhimento da atividade industrial e o aumento do desemprego e do endividamento, Skaf afirmou: “Os investidores, sejam brasileiros ou internacionais, têm confiança no País. Mas precisamos nos libertar dessa visão arcaica, intervencionista, e abraçar um modelo econômico mais liberal”.

Claudio Baronni, presidente da ABTG, comentou ações importantes da entidade que comanda, dentre elas, a elaboração do temário do Congraf 2015, no Rio de Janeiro, a coordenação técnica do prêmio Fernando Pini e o desenvolvimento do anexo da indústria gráfica no contexto da NR-12.

Prestigiando o evento, o presidente nacional da ABIGRAF, Levi Ceregato, ressaltou as grandezas do País e reforçou que, com ou sem crise, o compromisso da Associação é o fortalecimento da indústria gráfica, foco que trouxe conquistas importantes no ano, como o lançamento da Frente Parlamentar da Indústria Gráfica e da Mídia Impressa, a realização do Congraf 2015 e da cerimônia de 50 anos da entidade na Câmara dos Deputados, em Brasília, e os avanços na discussão da lei que deve acabar com a bitributação no setor e que transita agora no Senado.

O anfitrião, Sidney Anversa Victor, presidente da ABIGRAF-SP, preferiu deixar o discurso de lado e deu as boas vindas à festa da indústria gráfica paulista, explicou a escolha do palestrante do dia — o economista e jornalista George Vidor — por sua capacidade de ter sempre uma mensagem positiva. Finalizando, comentou a campanha “Não vou pagar o pato”, capitaneada pela Fiesp: “Não é só pela CPMF. O problema é a cultura de que o pato sempre é pago pelo empresariado”.

Em seguida, o presidente do SINDIGRAF-SP, Fabio Arruda Mortara, também anfitrião, cumprimentou seus antecessores pelas realizações em favor da indústria gráfica: “O inesgotável poder de superação de nossos empresários, trabalhadores e sociedade, abundante no setor gráfico, alimenta a crença num país próspero e vencedor”, disse ele. Como exemplo, citou o crescimento de adesões à campanha Two Sides Brasil, em favor da mídia impressa; o fortalecimento do Comitê da Cadeia Produtiva de Papel, Gráfica e Embalagem (Copagrem), que avançou em questões como a do papel imune e o mapeamento dessa cadeia produtiva; e o reconhecimento, com troféu, do SINDIGRAF-SP pelo Programa de Desenvolvimento Associativo (PDA) da CNI. Também iniciativas como o projeto Bibliotecas (que inaugurou mais duas unidades em 2015) e o patrocínio ao Summit de Comunicação — A Força da Mídia Impressa, promovido pelo jornal PropMark, foram destacadas.

Finalizando, o presidente da Assembleia Legislativa de São Paulo, deputado Fernando Capez, prestou homenagem ao setor gráfico e reafirmou sua disposição de trabalhar em favor da indústria paulista.

Durante o almoço, George Vidor fez uma apresentação dos indicadores mais importantes para basear as decisões de negócios no próximo período.

Noticias Relacionadas

27 de outubro de 2022

“O livro que nos une” – o encontro reúne editores, livreiros, distribuidores e gráficos conta com apoio do Sindigraf-sp e Abigraf-SP

O encontro realizado pela Câmara Brasileira do Livro (CBL),  começou ontem (26), e reúne os mais importantes editores, livreiros, distribuidores e gráficos do país. A Abigraf-SP e o Sindigraf-SP são patrocinadores do evento.

Leia mais
27 de outubro de 2022

Analista do mercado reduzem estimativa de inflação em 2022

Os economistas do mercado financeiro reduziram de 5,71% para 5,62% a estimativa de inflação para este ano. Esta foi a 16ª queda seguida da estimativa para a inflação de 2022.

Leia mais
27 de outubro de 2022

Simples Nacional notifica empresas

Desde o dia 13 de setembro, o Comitê-Gestor do Simples Nacional encaminhou para as microempresas e empresas de pequeno porte notificações com relatório de pendências dos contribuintes junto à Receita Federal e à Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (débitos inscritos em dívida ativa) e com o Termo de Exclusão do Simples Nacional em caso de não regularização.

Leia mais