30 de junho de 2016

Sondagem da Indústria Gráfica Brasileira foi publicada recentemente

O Departamento de Estudos Econômicos da ABIGRAF Nacional, Decon, publicou recentemente a Sondagem da Indústria Gráfica Brasileira, do primeiro trimestre de 2016. Segundo o estudo, “o Índice de Confiança (IC) do Empresário da Indústria Gráfica Brasileira, no primeiro trimestre de 2016, atingiu a marca de 41,2 pontos, em uma escala de 0 a 100. O indicador permaneceu estável em relação ao trimestre anterior, mas ainda distante da linha de neutralidade de 50 pontos, o que sinaliza que os empresários estão pessimistas quanto à situação dos negócios”.

Em relação às consequências do ajuste da taxa de câmbio o levantamento concluiu que “o encarecimento de insumos e matéria-prima já é sentido por toda a indústria, e o setor gráfico não seria diferente. Essencialmente formado por micro e pequenas indústrias não exportadores, sofre com o aumento de preços, já que 60% das empresas compram insumos importados, mesmo que adquiridos no mercado interno por meio de fornecedores. Além disso, as produtoras nacionais de papel têm conseguido repassar aos preços, ainda que parcialmente, a depressão cambial”.

Para mais informações sobre o estudo, envie um e-mail para pesquisa@abigraf.org.br

Noticias Relacionadas

27 de outubro de 2022

“O livro que nos une” – o encontro reúne editores, livreiros, distribuidores e gráficos conta com apoio do Sindigraf-sp e Abigraf-SP

O encontro realizado pela Câmara Brasileira do Livro (CBL),  começou ontem (26), e reúne os mais importantes editores, livreiros, distribuidores e gráficos do país. A Abigraf-SP e o Sindigraf-SP são patrocinadores do evento.

Leia mais
27 de outubro de 2022

Analista do mercado reduzem estimativa de inflação em 2022

Os economistas do mercado financeiro reduziram de 5,71% para 5,62% a estimativa de inflação para este ano. Esta foi a 16ª queda seguida da estimativa para a inflação de 2022.

Leia mais
27 de outubro de 2022

Simples Nacional notifica empresas

Desde o dia 13 de setembro, o Comitê-Gestor do Simples Nacional encaminhou para as microempresas e empresas de pequeno porte notificações com relatório de pendências dos contribuintes junto à Receita Federal e à Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (débitos inscritos em dívida ativa) e com o Termo de Exclusão do Simples Nacional em caso de não regularização.

Leia mais